É preciso muita poesia na alma para encarar...
É preciso muita fé no ser humano para suportar...
É preciso muita luta interna para não desanimar...
E é preciso, antes de mais nada, ser um eterno aprendiz para só assim aprender a ensinar!
Loading...
Carregando...

sexta-feira, 3 de setembro de 2010

Tigres Asiáticos



É por este nome que são conhecidos alguns importantes países da Ásia. Estes países são: Coréia do Sul, Taiwan, Cingapura e Hong Kong (que recentemente foi devolvido à China).


Por que Tigres Asiáticos?

Este apelido faz com que a gente se lembre do animal TIGRE, que é forte, agressivo e impetuoso. A economia desses países que são chamados de Tigres é assim, uma economia altamente competitiva e dinâmica, a produtividade é alta. Os funcionários das indústrias ganham três vezes mais do que os dos países subdesenvolvidos, embora bem menos do que os dos países desenvolvidos. São pessoas de uma cultura completamente diferente do mundo ocidental, lá existe muita disciplina e um grande respeito à hierarquia. São povos que sofreram com muitas guerras e ocupações e possuem uma história muito antiga.
Na economia dos Tigres a grande característica de sua indústria é produzir produtos mais baratos com rígido controle de qualidade e para eles o cliente tem sempre razão. É dessa forma que seus produtos invadem os mercados de, praticamente todos os outros países. Isto é conseguido com muita luta e dedicação porque sempre há altos impostos de importação que é a arma que os outros países usam para não sofrer tanto com a concorrência dos produtos baratos dos Tigres. Essa é a economia competitiva, os Tigres ganham na quantidade.
Esses 4 países foram, no passado dominados pelos japoneses e possuem características comuns como :

• Elevado crescimento econômico anual.
• Mão-de-obra abundante e barata.
• Grande facilidade à vinda de capital estrangeiro.
• Segurança interna, com reduzidos conflitos sociais.
• Legislação criminal autoritária e severa, incluindo castigos físicos.
• Legislação tributária simples, sem entraves ao lucro.



CORÉIA DO SUL

Localizada em uma estreita península que forma uma ponte histórica entre a China e o Japão, hoje é uma terra dividida em Coréia do Norte (comunista) e Coréia do Sul, um dos Tigres.

História
A história da Coréia do Sul é marcada pela grande cobiça das grandes potências coloniais e desde cedo por diversas invasões. Durante a guerra sino-japonesa (1894-1985) a Coréia foi invadida pelo exército do Japão que manteve a dominação até 1945. No entanto, ao ficar independente do Japão a Coréia se viu dividida entre a União Soviética e os EUA, separada pelo paralelo 38° N.
Ao norte foi formado um governo comunista e até hoje é uma região completamente subdesenvolvida. Ao sul, o governo foi dominado militarmente pelos EUA e hoje faz parte dos Tigres Asiáticos.

Economia

A indústria começou nas décadas de 60/70 com a indústria têxtil. Em 1984 a Coréia era o 10° país produtor de aço do mundo e exportava a maior parte. Foi então, que resolveram aproveitar o aço para as grandes indústrias de navios, automóveis, máquinas e motores. Então, surgiram muitas indústrias como a eletroeletrônica, muitos empregos e grandes lucros. Hoje produzem também cimento, aço rações, fertilizantes e televisores.
Além das indústrias a Coréia produz algas, tem pesca em grande quantidade, produz arroz, frutas com destaque para maçãs e laranjas, verduras, cebola, alho, soja, em lavouras mecanizadas. Tem também criações de porcos, gado e galinhas.

TAIWAN

Situado no Mar do Sul da China, Taiwan é um arquipélago, cuja maior ilha é Formosa, assim chamada por marinheiros portugueses que passaram por lá no final de 1500, e acharam que era um lindo lugar.

História

Pertencia à China e foi ocupada pelo Japão em 1937.

Embora o Japão tenha sido o invasor, desenvolveu o sistema de transportes, sistema de saúde e educação na ilha. Taiwan foi libertada em 1945 pelos Aliados, voltou a fazer parte da China, mas os chineses olhavam o povo da ilha como colaboradores dos japoneses. Hoje, embora a China seja comunista, Taiwan está ligada à economia de mercado e ligada aos EUA com quem mantém relações comerciais. O nome oficial do país é Republica da China EM Taiwan.

Economia

A partir de 1950 a economia de Taiwan mudou da agricultura para indústria. Essa mudança fez com que o modo de vida se modificasse e melhorasse muito. Taiwan tem a 4° renda per capita mais alta do leste da Ásia - depois do Japão, Cingapura e Hong Kong - isso é 20 vezes mais do que a China continental.
Sua economia é baseada nas exportações de manufaturados e na sua força de trabalho educada e abundante.
A indústria é especializada em produtos têxteis, rádios televisores, toca-fitas, brinquedos, etc. e também possui indústria pesada incluindo automóveis, ferro, aço e produtos derivados de petróleo. O governo tem promovido indústrias de alta tecnologia como, computadores, calculadoras e outros que sejam competitivas nos mercados internacionais.
Na agricultura, embora o arroz continue a ser um dos principais produtos para uso interno e exportação, produz ainda açúcar, vários vegetais e frutas. É um dos maiores criadores de porcos e de frutos do mar.

HONG KONG

Localizado na costa sudeste da China, no delta do rio Pérola, sudeste de Cantão, CHINA.

História

Esse território foi devolvido em 1° de julho de 1997, à China pela Grã Bretanha, depois de 100 anos como colônia britânica.
Agora se acredita que a China vai manter Hong Kong como uma região especial, preservando sua economia e autonomia por 50 anos.

Economia

Hong Kong está localizado no centro da região que mais cresce no mundo. Suas facilidades e taxas mínimas atraem investidores do mundo inteiro. Sua localização é interessante porque, enquanto Londres e Nova Iorque estão dormindo, Hong Kong está em pleno dia de trabalho.
Hong Kong é a meca da moda, compras e diversões da Ásia.
É uma espécie de porto livre industrializado. A mão-de-obra é muito barata e sua produção industrial é baseada em linhas montagem, desde produtos baratos até os mais sofisticados eletrônicos. Além disso, Hong Kong é sede de mais de 140 bancos.
Suas indústrias importantes são têxteis, de brinquedos e eletrônicos. Exporta mais relógios e rádios que qualquer outro país e seus maiores clientes são a China e os EUA.
Hong Kong não possui recursos naturais importantes e 90% de suas necessidades são importadas.
Tem um dos portos mais movimentados do mundo.



CINGAPURA

Localizada no sudeste da Ásia a República de Cingapura é uma cidade-estado, ligada ao continente por uma ponte com rodovia e ferrovia. É uma metrópole moderna e um dos portos mais movimentados do mundo. Ao mesmo tempo, essa pequena ilha tropical manteve muitos elementos de seu passado colonial.

História

Fazia parte do império britânico e era um porto importante e entreposto comercial do leste da Ásia. Sua prosperidade e progresso aumentaram com a abertura do Canal de Suez, em 1869, e conseqüente aumento do comércio.
Foi ocupada pelos japoneses na 2° Guerra Mundial. Tornou-se uma colônia da Coroa Britânica em 1946. Então, começou um movimento para se tornar independente. Em agosto de 1965 Cingapura separou-se da Malásia e foi admitida nas Nações Unidas como um estado soberano se tornou uma República em 22 de dezembro de 1965.

Economia

Tem grande destaque o refino de petróleo, indústrias eletroeletrônica, equipamentos de engenharia e de precisão.
Na agricultura, o cultivo é intensivo embora haja muito pouca terra disponível. O país é muito pequeno e por isso não é auto suficiente em comida, arroz, vegetais e carne precisam ser importados.
Os dois itens importantes de exportação nessa área são orquídeas e peixes ornamentais.
Cingapura importa petróleo cru, comida e insumos químicos.
Cingapura exporta derivados de petróleo, máquinas e produtos manufaturados.
Exploram o estanho e a borracha natural, as grandes riquezas dessa ilha. Tem indústrias de eletrônicos, alimentos, derivados da borracha e de produtos químicos. Também é sede de bancos de todo mundo e de indústrias multinacionais.
Localizada em um ponto importante de rotas aéreas e marítimas, Cingapura é um dos maiores centros de transportes e comunicações.



Nenhum comentário:

Related Posts